Pesquisar este blog

Relógio

Vejam em outras línguas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
 

Páginas

30 de jul de 2015

Dune Hill: Banda tem conquistado seu espaço no cenário underground

        Por Renan Soares
           O Heavy Metal está longe de ser o estilo musical mais popular no Brasil, mas mesmo assim, há bandas de qualidade no país que lutam por um espaço no mercado fonográfico, um desses exemplos é o grupo de Hard Rock recifense Dune Hill. Fundada no fim de 2009, a banda começou com alguns amigos que queria apenas se divertir um pouco tocando músicas que eles curtiam. Mas aos poucos, essa brincadeira foi virando uma coisa séria, e em 2012, foi lançado seu primeiro trabalho, o EP “Big Bang Revolution”.
           O grupo que é formado atualmente pelo vocalista Leonardo Trevas, o baterista Otto Notaro, o baixista Pedro Maia, e os guitarristas André Pontes e Felipe Calado, vêm com a pretensão de reviver o bom e velho Hard Rock tradicional das décadas de 70 e 80.
 A banda já tocou em festivais como o Abril Pro Rock (2014) e o Festival de Inverno de Garanhuns (2013), e também já abriu apresentações de bandas renomadas como o Dr. Sin, o ex-vocalista do Angra, André Matos, e o próprio Angra, em maio desse ano.
O vocalista Leonardo Trevas falou um pouco de como foi abrir o show do segundo maior nome do Heavy Metal brasileiro. “Foi fantástico, sempre é uma responsabilidade muito grande abrir para uma banda grande como o Angra, a gente ensaiou umas cinco ou seis vezes só para esse show, e a recepção do público foi muito boa, a única coisa ruim foi que eu não consegui falar com os caras do Angra, mas o que eu meio que já esperava que fosse acontecer, eles são bem reservados.”
Segundo Trevas, um dos maiores obstáculos para a banda é se firmar no mercado nacional, e isso se deve a dificuldade financeira para o grupo entrar em uma turnê. “Muitas vezes a própria banda precisa custear essas turnês, o que dificulta bastante para a gente, e não tocando em outras cidades, nós não conseguimos fazer o nosso nome, esse tem sido nosso maior desafio”.
Trevas também diz que falta um pouco mais de união entre os integrantes na cena metaleira pernambucana. “Não é que todo mundo se odeie, muito pelo contrário, sendo que as bandas muitas vezes não conversam entre si a não ser que tenha um show de grande relevância na cidade, nós mesmos estamos tentando entrar em contato com bandas de outras cidades para que juntos a gente faça um festival para que haja um laço maior de irmandade entre os grupos.” Trevas também ressalta que faltam locais bons para que as bandas toquem na cidade e mais produtores que se preocupem divulgar o estilo.
A Dune Hill lançou em 2014 o seu primeiro CD intitulado “White Sands”, o mesmo pode ser ouvido na íntegra pelo soundcloud da banda, o https://soundcloud.com/dunehill
Acompanhe aqui também o clipe da banda "Miracles":