Pesquisar este blog

Relógio

Vejam em outras línguas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
 

Páginas

25 de fev de 2015

Projeto Ladislau

Foto: Divulgação
Está noite foi agitada, mas teve uma coisa boa conheci um projeto de rap gaúcho muito bom, sim aqui também postamos Rap.
Projeto Ladislau é um duo musical formado por Jo Leal e Felipe Rodrigues,  que nasceu em 1996 na zona sul de Porto Alegre. Ambos são ex-integrantes de bandas da cena musical porto-alegrense, e no ano de 1998, gravaram e lançaram sua primeira demo, o single “Rap da Beleza”. Em 1999 a música ganha nova versão e é selecionada no Festival de Música de Porto Alegre, onde alcança a fase semifinal. Com influências de grupos como Run DMC e Beastie Boys, além de bandas locais como Comunidade Nin-Jitsu, o duo divulgou a música online em uma época em que isso não era tão comum. No ano seguinte, 2000, o Projeto Ladislau estava entre os artistas mais populares de Porto Alegre no antigo site mp3.com, ao lado de bandas como Wonkavision, Video Hits e Ultramen. Já em 2002 gravam uma nova demo, com as músicas “Protesto” e “Blues do Amor”, e mais uma vez é atingida a fase semifinal no Festival de Música de Porto Alegre, com a extinta banda Prana servindo como apoio. Em 2004 chega a terceira participação no Festival, com o mesmo resultado das vezes anteriores. Neste mesmo ano também é lançado o single “Para!”. No ano de 2007, a música “Protesto” foi selecionada para virar ringtone no site da operadora Claro, dentro do projeto chamado de “Demo Hits”. Já em 2009 o duo lançou o single “Fiz Até Macumba”, flertando com o Charme e o R&B. Em 2012 são aprovados no Fumproarte mas ficam fora da seleção final, e em 2013 são contemplados no concurso da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre para financiamento do primeiro álbum, que foi gravado no primeiro semestre de 2014, contendo 10 faixas, que oscilam entre o rap, o rock, o reggae e até o blues.

Fui ouvir a banda no Soundcloud, da banda me encantei pelas músicas sinceras e críticas como Promessas, pelo seu tom pesado de mostrar como é o jogo do castelo de cartas que é o poder, quem é admirado House Of Cards captou a mensagem, que eles enrolam e invés de fazer uma coisa. Protesto foi daquelas que são reféns daqueles que nos representam.
Deixo onde pode procurar as músicas deste grande projeto.
Deezer
Itunes
Soundcloud
Spotify
Rdio
Palco Principal
4shared

Nas redes sociais:
Site Oficial
Youtube
Twitter
Facebook

Parabéns para o Projeto com suas músicas reflexivas e importantes no Brasil, isso mostra que tem esperança no Brasil.

14 de fev de 2015

Música e Política caminham juntos?

Não sou de falar de política aqui no blog, porque aqui é um blog de músicas, onde eu aprendo com todos. Pode ser direita, esquerda, centro, liberal, anarquista, comunista e até mesmo os conservadores, mas hoje foi um dia muito agitado, porém teve uma coisa boa: Debates e vendo que a verdade muitas às vezes não é o jogo certo de fazer. Sinto muito pelos fãs de Ultraje a Rigor, que segue meu blog, porém amigos sabemos que essa banda parou no meio de década de 1980, naquele fim mundo bipolar. Hoje fui muito fútil ao chamar o líder da banda de babaca, porém meus motivos são os mesmos quem sempre me acompanha nas redes sociais: Sou contra quem manipula, é desonesto, quem usa sua fama pra falar que sabe de algo que desconhece e até a mesma a ignorância me irrita.
Sou uma pessoa que sempre teve paciência pra isso, mas hoje esgotou minha paciência. Essas pessoas que fazem todos que assistem ele, eles serem o certos. Jogar como uma visão política de algum é uma m****, hoje foi meu limite. Foi aquele desabafo, que não sei se vocês sentem, mas foi um grito de dizer que eles invés de mostrar dados, mostrar a verdade, usa sua fama por interesses sociais. Mas infelizmente não foi só o Roger, mas uma das maiores ídolos do nosso esporte Ana Moser, sim nossa menina de ouro, também foi um dos "alvos" porém uma pessoa que zomba de um desconhecido, que estuda e luta pra um país melhor, não merece um carinho como fã, mas uma revolta como cidadão.
Sei que não está nada fácil nestes últimos anos, mas pra desenvolver um país é barato? Acredito que não. Você pode falar que a corrupção atrapalha e tal. Mas meus amigos, desde que o mundo é mundo existe corrupção, mesmo as pessoas querendo acabar com esse mal, sempre existiu, infelizmente. Não tem como exterminar esse mal que é do desonesto e do pilantra, o mais fácil é cada vez mais combater. Não caia na malandragem, seja honesto. Fazer a propaganda do bad boy amigos, não é bom pra ninguém. Hoje se você ver só uma pessoa honesta, valorize-a, ela é a esperança. Valorize sempre quem procura o melhor pra a nação e não por seus interesses particulares e de seu grupo social.
Tenho 22 anos, mas aprendi a viver neste mundo como ninguém. Aprendi uma coisa com meu mentor "O espectador vê mais que o que está sentindo, porque ele aprende ver os dois lados, sem o julgamento moral. Mas pra ver o que é melhor pra sobreviver num mundo onde o caos e ordem duelam", obrigado Deus por isso.
E você ai amigo. Não deixe os outros falarem por você. Procure ser você mesmo, estuda por si mesmo, porque como um grande poeta diz "Meus heróis morreram de overdose, meus inimigos estão no poder".

E Roger Rocha Moreira e Ana Moser, principalmente você Ana, nada contra seu profissional, mas seu pessoal precisa crescer. E você Roger, a Guerra Fria acabou em 1990. Estamos no século XXI e não no seu mundinho Olaviano que diz que capitalismo x comunismo ainda existe.

Desculpe fãs e amigos