Pesquisar este blog

Relógio

Vejam em outras línguas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
 

Páginas

29 de mai de 2011

Em breve entrevistas exclusivas!

Symbolic
Silvercrow
Benjamin Back
Eae pessoal vim divulgar o que vai acontecer em junho e julho no Música: A Cultura dos Nossos Ouvidos, além de artigos, resenhas criticas de CD's, Resenhas de shows, recomendações, terá também entrevistas exclusivas, com três bandas: Silvercrow,  
Devildust e pela primeira vez aqui uma banda internacional Symbolic. E além de dois grandes inspiradores do meu trabalho aqui, dois criticos e loucos por Rock! Benjamin Back e Ricardo Batalha, tudo isso em junho e julho.
Ricardo Batalha
Devildust

Só aguardar!!!


@Denny_3 e @Musicaacultura

28 de mai de 2011

Symbolic: Alemanha em peso no Death Metal

Symbolic

Eae galera do mal, hoje conversei com o vocalista da banda alemã Symbolic, estava escutando apesar de não ser fascinado e louco pelo gênero, eu gostei, por causa dos instrumentais e os guturais loucos de Bastian Löser. Bom a banda é boa pra quem curte Death Metal Melodic, e pra quem não curte peço considerações pra ouvir Silvercrow, BlackFall ou Silvercrow, bandas novas que estou de projeto de entrevista. Bom veja um pouco da história, do Symbolic.

Symbolic foi fundada em 2005 em Ingolstadt. Você joga Death Metal - próprios - melodicamente - progressiva. Combos são um guia como Death, Arch Enemy e Necrophagist. Viva o lema é "Plug & Play 'N'" autêntico - intoxicante - dinâmico. No CD da banda criou com o seu auto-lançado debut ENIGMA (2006) já ressonâncias posivtive. Após intercalar mudanças no line-up em 2009, cristalizou uma estrutura de banda constante. Na primavera de 2010, os músicos tinham escrito material suficiente, para embarcar em estúdio novamente. Resultado da sessão de estúdio, os cachecóis álbum, que se destaca por um ato de equilíbrio entre o progressismo eo regime música orientada para as massas no gênero Death Melódico e Twilight Records de março de 2011 está disponível.Eles são formados por:

Bastian Löser - vocalista
Andy Schiegl - guitarrista
Stef Pfaffel - guitarrista

Tobias Schill - baterista
Sebastian Kister - Baixista

Bom mais pra frente vou fazer uma entrevista exclusiva deles, e alias vai ser a primeira banda internacional ser entrevistada aqui no blog!Confiram a banda:http://www.myspace.com/symbolicgerAGUARDEM!
@Denny_3 e @Musicaacultura

Música A Cultura dos Nossos Ouvidos está nas redes sociais!!!

22 de mai de 2011

Devildust: O Heavy Metal brasileiro em peso!

Devildust

No final do show do Accept, indo pra casa logo encontro um cara, ele entregava folheto, era um folheto de uma banda de metal chamada Devildust. Confesso que não ouvi quando cheguei em casa, pois estava muito cansado, mas hoje eu ouvi, realmente gostei pra caramba. Bom agora vamos ver a história da banda!
O Devildust nasceu no início do ano de 2009. A banda surgiu após a necessidade que os cinco membros do Inner Fire - banda belorizontina, fundada em 2005 e de certo renome e respaldo na cena mineira - tiveram de dar um novo direcionamento musical e uma nova dimensão ao trabalho que executavam. As novas composições já não se encaixavam mais com o antigo estilo da banda, outrora muito prolixo, com músicas bem extensas: os novos trabalhos começavam a soar mais diretos, mais maduros, melódicamente mais marcantes e bem trabalhados do que antes, apesar de parecerem mais simples. Da formação original haviam restado apenas dois membros: Conrado Salazar e Leo Garibaldi. Após as entradas de Brankko Siqueira e Saulo Gonntijo, eles finalmente contavam com uma linha de frente estável. Isso tudo fez com que os próprios membros olhassem para a banda e a repensassem, não só musicalmente como também liricamente e até mesmo em sua estética. O resultado foi mudar não apenas o nome, mas a própria identidade e ideologia da banda, reiniciando uma outra, em busca dessa nova proposta musical.
Com essa mudança no direcionamento e novo nome, Os membros do Devildust começam a trabalhar em novas composições, fazendo alguns shows e obtendo uma ótima aceitação do público, ainda maior que nos tempos de Inner Fire. Diante da boa repercussão, os integrantes entram em estúdio para preparar seu debut. Em Janeiro de 2011 é lançado o EP “Route 69”, primeiro registro oficial do Devildust.
O Devildust faz um som direto e agressivo; finca sua raíz no Heavy Metal dos anos 80 e 90 e, a ela, soma elementos não só da agressividade do Thrash Metal (tanto do europeu quanto do Bay Area), mas também também muitas influências do Rock n Roll clássico dos anos 50, 60 e 70 para dar a identidade ao som. As letras falam de situações do cotidiano, protestos e questionamentos políticos/religiosos ou até mesmo tratam de sentimentos - raiva desilusão, revolta - porém de forma menos abstrata e introspectiva que nos tempos de Inner Fire. 
Sobre esta miscelânea de estilos e influências, a banda veste uma roupagem moderna, investindo em afinações baixas, muito peso e melodia misturados, soando como novo e velho ao mesmo tempo. Um som forte e marcante que tem sido o destaque, a força e a originalidade do Devildust.



@Devildustbr 
@Musicaacultura
@Denny_3


21 de mai de 2011

Blackfall: Doom Metal e Black Metal, do Brasil

Muitos de vocês, sabem que eu não curto muito Black Metal e Death Metal, antes eu não ouvia por puro preconceito, mas hoje sou sem preconceito e comecei ouvir um pouco desses estilos. Uma banda que chegou aos meus 'ouvidos' foi a banda mineira Blackfall. Vejam um poquinho da história da banda.

Após três anos de Gothic Doom Metal, os membros do Thief in the Night decidiram matar o projeto…..
Mas de seu cadáver nasceu Blackfall: uma nova banda de Doom Metal puro. Suas músicas possuem influência de Death Metal, mas os sentimentos Doom predominam, criando uma grande e única banda…..
Em 11 de setembro de 2009 Thief in the Night realizou o sua última apresentação. Naquela noite Thief introduziu algumas das músicas Blackfall. Muitas pessoas amaram a nova sonoridade apresentada. Assim, os membros básicos do Thief in the Night decidiram trabalhar em novas músicas para um novo projeto sem nome. Em pouco tempo esse projeto sem nome foi chamado Blackfall e todas as músicas já estavam acabados…..
Blackfall então inicia a gravação do novo single e quatro músicas inéditas que serão lançado como um EP com cinco faixas. O novo single é “Sola Beatitudo ‘. A mais 
leve – e talvez o mais bonita – canção das cinco…..





E VOCÊ QUE TEM BANDA E QUER AJUDA, SÓ MANDAR UM EMAIL PRA: 
MUSICAACULTURADOSNOSSOSOUVIDOS@YAHOO.COM.BR
E PELO TWITTER ABAIXO!!!

Bom sigam ae:

Show do Accept no Brasil - Blood Of Nations Tour - Carioca Club 15-05-2011

Domingo passado, dia 15 a banda alemã Accept, deu um show espetacular em São Paulo. O ponto fraco da apresentação foi o atraso de 30 minutos, fãs e admiradores dos alemães, estavam ansiosos, porque na semana repassada, o ex-vocalista UDO, tocou com sua banda no mesmo Carioca Club, fãs do Accept, diseram que o show não foi muito bom, disseram que o UDO, não estava tão bem! Continuando sobre o show, quando começou a tocar Teutonic Terror, o público cantou numa emoção, que o coro era imenso, o Carioca Club cantando com eles. A banda estava sem o Herman Frank (guitarrista base), que estava em repouso da queda em San Antonio, no Texas nos EUA, mas o animado Wolf Hoffmann e o extrovertido e sorridente, Peter Baltes (foto)
Peter e Wolf




 com seus riffs maravilhosos agitavam a galera. Um dos momentos mais lindo do show, foi o coro da música, New World Commin', Wolf agitava e incentivando as pessoas a cantar o '' Oooh! Oooh!'' da música, mas o solo do baixo do Peter, nessa música foi de arrepiar, todo mundo cantou junto e como foi espetacular, Wolf, Petter e até mesmo o tímido Mark Tornillo, ficaram impressionados pela energia do povo brasileiro, no momento de alegria e emoção, Tornillo (foto abaixo)  foi conversar com o público, perguntou como está o show! e entre outras coisas.
Wolf Hoffmann, pegou o telefone pra anuciar, No Shelter, e fez uma gafe ao dizer ''I Like to Argentina'', o povo não gostou e respondeu com vaias, ele deu risada, e disse que era brincadeira e falou '' I hate of Argentina. I Like Brazil'' o povo foi a loucura, e o povo começou gritar '' Tornillo, Tornillo, Tornillo'', Mark Tornillo ficou metido, mas continuou timido. Ao cantar No Shelter, ele fez o público cantar, o refrão ''No Shelter''. E no grande final, a banda tocou a mais modinha de todas Balls Of The Wall, o publico foi ao delírio, refrão era cantando por todos, camarote, pista e tudo. Foi uma loucura. Bom o show foi ótimo, apesar de que eles sairam rapido do Carioca Club.  Antes do show tomei uma chuva do caralho, mas valeu a pena pagar o ingresso. Próximo show JUDAS PRIEST E WHITESNAKE, meta do Música A Cultura dos Nossos Ouvidos.
Nota 10 pro show, apesar do atraso.


Set list:

- Teutonic Terror


- Bucket Full of Hate


- Starlight


- Breaker


-New WorldComin´


- Restless and Wild


- Monsterman


- Metal Heart


- Amamos La Vida


- Neon Nights


- Bulletproof


- Losers and Winners


- Aiming High


- Princess of the Dawn


- Up to the Limit


- No Shelter


- Fast as a Shark


- Pandemic


- Balls to the Wall


@MUSICAACULTURA E @DENNY_3

14 de mai de 2011

Silvercrow


Quando voltei a ativa pra o blog, me seguiram uma banda de Heavy Metal chamada, Silvercrow, fui dar uma ouvida. Pô! gostei demais, eles realmente tocam muito! Taking Lives é muito bom! Darklight of The Sun, fez eu relembrar bandas fodas de power e viking metal.
A banda mineira é boa demais! 
vamos falar um pouco da banda:

O Silvercrow iniciou suas atividades em 2001, com a linha criativa direcionada ao Heavy Metal, mesclando outros estilos musicais, de acordo com as influências adquiridas por cada integrante com suas experiências individuais. Atualmente, a banda é formada por Bruno Arantes (baixo), Bernardo Silveira (vocal), Joanes Júnior (bateria), André Milagres (guitarra), Paulo Henrique (guitarra/vocal). 
O nome Silvercrow foi resgatado de histórias criadas por um ex-membro da banda, Adilson. O significado literal seria “Corvo Prateado”, mas o contexto nos revela mais: é o Deus do Renascimento, uma entidade que surge em situações extremas, quando não há mais esperanças para a humanidade. Assim como os corvos que têm por hábito se alimentar de restos, limpando o ambiente dos vestígios de putrefação, sua missão é dizimar, sem piedade, tudo o que cause dor, tristeza e aflição. Das ruínas de um mundo antes decadente e moribundo, o Silvercrow promove o retorno da vida e da prosperidade, até que sua volta seja necessária. 
Em novembro de 2006 o Silvercrow lançou o seu “debut” (Silvercrow), totalmente independente, contendo seis de suas composições. Desde então o trabalho vem obtendo ótima receptividade por parte do público e da crítica. 
Vencedora de prêmios em festivais musicais e com crescente reconhecimento no cenário de Belo Horizonte e de algumas cidades do interior de Minas, atualmente a banda se encontra em processo de finalização de seu próximo álbum. Refletindo amadurecimento e versatilidade, o Silvercrow promete 11 faixas inéditas, calcadas no melhor do Heavy Metal.
Pra ouvir as músicas da banda:


Jornal do Boso

Criticas, loucuras tudo isso você ver no Jornal do Boso Parceiro novo xD

Assista se você é um HeadBanger!


Seu navegador não suporta o vídeo.

Seu navegador não suporta o vídeo.

Seu navegador não suporta o vídeo.

Seu navegador não suporta o vídeo.

Mindflow - 365

Mindflow - 365
Enfim, o Mindflow 'lançou' o esperado 365 (foi divulgado mês a mês novas músicas)O que dizer do novo CD? Bom não estou aqui pra ser puxa saco da banda, mas o 365, foi o melhor disco até o momento da banda, pois Thrust Into The Game, The Ride, Break me Out, To Say Good Bye, Reset The Future, são umas das 12 músicas do 365, que merece destaque. Danilo Herbert Rodrigo Hidalgo, Ricardo Winandy e Rafael Pensado, estão de parabéns. Reset The Future, foi criada por o Rodrigo Hidalgo, e está de parabéns pois essa música me inspira muito. (9,8) Mindflow no momento está nos EUA, fazendo a turnê, pra divulgar a Coletânea With Bare Hands, e voltará no Brasil em outubro ou novembro. 
Danilo, Denny (eu), Rafael, Ricardo e Rodrigo

@Denny_3 @Musicaacultura e @Mindflow

Whitesnake - Forevermore

Ontem, enfim consegui ouvir inteiro o CD mais falado desse ano, Forevermore, bom o Whitesnake, liderado pelo estiloso David Coverdale, fazia um pouco tempo que não tinha aquele CD que realmente expressava o que eles eram na época de 1980, mas esse novo disco não mostra também o Whitesnake antigo, só das últimas músicas. O começo do disco parecia que estava ouvindo o Sammy Hangar, cantando no Chickenfoot, mas logo mudou, eu gostei das músicas, mas como eu gosto do Sammy Hangar, tinha que ouvir ele depois do som da banda do Coverdale. Meus singles prediletos, são Steal Your Heart Away (parecia o Sammy Hangar), Love Will Set You Free (relembrei o Whitesnake antigo, mas com a voz do Sammy inves do David), One of These Days, Fare The Well e Forevermore. Bom o CD está por enquanto o melhor do ano. (9,8)

@Denny_3 e @Musicaacultura

Stone Sour - Audio Secrecy

Novo Disco da banda parela do vocalista Slipknot, Corey Taylor
Demorei, mas ouvi o novo CD do Stone Sour, todo mundo que curte Slipknot, sabe que o vocalista Corey Taylor e o guitarrista Jim Riot, tem uma banda, chamada Stone Sour. A banda foi formada em 1992, mas só em 2002 lançou seu primeiro album. E está arrebentando muito por aí. Principalmente por mim, que gosto de músicas radicais e protestantes. A banda tem 3 álbuns, e o mais recente é o Audio Secrecy, eu ouvi esse disco e achei muito bom, a cada álbum que ouço deles, me impressiona. A introdução é fantástica, que vem logo com um ótimo single o Mission Statement, que fala do conformismo americano. Dying o single mais calmo do álbum, retrata do amor da vida, e dos sacrifícios da vida. Miracles, é uma letra linda, que fala dos milagres do Messias. As outros singles são fortes e bonitos, mas esses três me fascinaram muito. Bom a capa do álbum é realmente impressionante, é muito impressionante (9,5)
Stone Sour


12 de mai de 2011

Música A Cultura dos Nossos Ouvidos estará presente no 1º show do Accept no Brasil

O Accept vai fazer a turnê, Blood Of Nations Tour, e passar pelo Brasil no dia 15 de maio, e eu @Denny_3 estarei presente na turnê. E o blog ganha mais uma matéria, criticas de shows. E o primeiro show a ser criticado ou elogiado vai ser da turnê dos Alemães, estou ancioso, e com certeza vou tirar muitas fotos e por no orkut do blog. Estou conversando com os conselheiros se a gente deve ou não fazer facebook pra o Blog, mas por enquanto não. Bom vou tentar de tudo falar com eles, sei muita coisa inglês!
Bom não pude comprar dois pra sortear um aqui, pois o preço estava salgado. Mas vou passar todas as informações! E logo logo, contarei como foi o show!
Saudações à todos rockeiros, e vou tentar convecer meu amigo Binhu, a ser informante especial no Rock Rio, não poderei ir mas na despedida do Judas Priest, estarei lá no show com minha amiga Iara. 
Bom até a proxima!

Em busca de patrocinios e parceiros

''Conto com vocês!''
Eu @Denny_3 estou em busca de novos parceiros e patrocínios pra o blog, por enquanto, o ABC PAINTBALL, do meu amigo Souza, aceitou patrocinar o blog. Estou em fase de negociação com a Loja Metal, de Santo André, porque estou montando um projeto bem bancana pra mim, pra loja e pra os fãs. Bom estou sem tempo pra postar, mas tempo pra buscar um projeto ambicioso pra o blog, estou disponivel. E eu não faço esse blog por mim, faço por todos que me ajudam, se você quer passar uma matéria, uma critica de CD, de um show, divulgar sua banda, e entre outras coisas, e ajudar o blog crescer cada vez mais, só mandar um email pra musicaaculturadosnossosouvidos@yahoo.com.br!
A Banda Mindflow e eu estamos negociando a promoção de 1 ano, a banda está nos EUA divulgando sua coletânea, mas volta no Brasil em Outubro, e eu estou montando um projeto bem bacana. Bom já passou 1 ano o blog,  mas os fãs desse blog aguardem que você vão ver novidades. 

Como uma frase bem bonita de um Documentário e adaptado pra a nosso Rock, deixo pra vocês refletirem
''Rock é mais que música. mais que uma identidade: Rock é Liberdade e juntos, somos hoje uma tribo global'' (Sam Dunn e adaptado por Denny Rodrigues Gomes)


SEGUEM E DIVULGUEM O NOSSO BLOG

Capital Inicial lança o videoclipe ''Como Se Sente''

Uma das minhas músicas prediletas do CD Das Kapital, o single Como Se Sente, foi lançado e eu como admirado pelas letras de Dinho Ouro Preto e sua turma. Deixo vocês ouvirem e verem o novo videoclipe!





Seu navegador não suporta o vídeo.


 @Denny_3 e @Musicaacultura