Pesquisar este blog

Relógio

Vejam em outras línguas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
 

Páginas

19 de mar de 2010

Weezer: Nerd?? Só no estilo

Weezer é uma banda de rock alternativo formada em Los Angeles, California em 1992. Seus integrantes são Rivers Cuomo (vocal principal, guitarra), Brian Bell (guitarra rítmica, vocal de apoio, teclados, gaita), Patrick Wilson (bateria, vocal de apoio, guitarra) e Scott Shriner (baixo, teclados, vocal de apoio), além de, desde 2009, Josh Freese (baterista no Nine Inch Nails, Devo, A Perfect Circle e The Vandals) ajudar nos shows tocando bateria.
O Weezer sempre foi famoso pelo visual nerd/geek dos seus integrantes (principalmente do vocalista Rivers Cuomo), além de ter um videoclipe deles no CD de instalação do Windows 95.
A banda foi formada no dia 14 de fevereiro de 1992 em Los Angeles. Eles foram tocando em vários bares e boates, até que em 1993, assinaram com a Geffen Records (aquela do Guns n’ Roses).
Assim, eles gravaram seu primeiro álbum de estúdio, lançado no dia 10 de maio de 1994, chamado Weezer, ou The Blue Album (por causa dos integrantes da banda estarem num fundo azul na foto do álbum).
O álbum estourou nos Estados Unidos (mais precisamente as faixas “Say it Ain’t So”, Buddy Holly” [até hoje os maiores sucessos do Weezer] e “Undone”).
Um ano depois, eles começaram a gravar o segundo álbum, que foi lançado no outono de 1996, entitulado Pinkerton. A ideia original era fazer um álbum no estilo de opera-rock (como, por exemplo, American Idiot, do Green Day), tanto é que até foi gravado (e está disponível na internet, só procurar), mas a banda desistiu da ideia de lançá-lo.
Depois desse álbum, a banda deu um descanso e foi trabalhar em projetos paralelos. O então baixista da banda, Matt Sharp, criou um grupo chamado The Rentals (que contou com a participação do baterista do Weezer, Patrick), e logo em 1998 afirmou que estava se demitindo do Weezer. Com a saída de Matt, eles chamaram Mikey Welsh (amigo de Rivers) para se juntar à banda.
 Em dezembro de 2000 começaram a gravar o terceiro álbum, novamente chamado Weezer, mas agora ficou conhecido como The Green Album.
O álbum se tornou conhecido pelas guitarras distorcidas e efeitos de pedal, mas o maior sucesso foi a baladinha “Island In The Sun”, talvez o terceiro maior hit da história do Weezer. Um pouco depois do lançamento do álbum, o baixista Mikey Welsh teve um colapso mental e foi trocado por Scott Shriner.
Um ano depois, lançaram Maladroit, com menos sucesso que seus antecessores.
Em 2005, o Weezer lançou Make Believe, com um sucesso maior que o seu antecessor Maladroit. Os maiores hits do álbum foram “Beverly Hills” e “Perfect Situation”.
Três anos depois, o Weezer lança Red Album, um álbum completamente diferente dos anteriores, partindo pra uma sonoridade mais pop rock (talvez influenciado pela mudança de gravadora: da Geffen pra Interscope). Mesmo assim, o álbum ainda contém músicas boas, como “The Greatest Man That Ever Lived” (aonde eles parodiam bandas como Aerosmith, Slipknot e Green Day, além do rei Elvis) e “Pork and Beans”.
Mais recentemente, eles lançaram o álbum Raditude, com a mesma sonoridade do Red, além da participação de rappers como Jermaine Dupri e Lil’ Wayne.
Em dezembro de 2009, o Weezer saiu da Interscope Records e agora vai lançar álbuns pela internet (como o Radiohead, que lançou In Rainbows, em 2007, por download pago). Ygor (ygor_piva@hotmail.com)
Postar um comentário